SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 26 de dezembro de 2010

OS MESTRES DO MENTO JAMAICANO

Os Jolly Boys são mestres do mento, que é um gênero musical jamaicano, anterior ao ska, ao rocksteady e ao reggae. Era o mento que se dançava na Jamaica, antes de todos esses estilos, mais conhecidos da ilha. O mento pode ser facilmente confundido por calipso, mas possui elementos e divisões rítmicas únicas da cultura jamaicana.




A banda foi formada nos anos 50 e continua na ativa até hoje. Os Jolly Boys são formados por Albert Minott nos vocais e guitarra, Joseph ‘Powder’ Bennett nos backing vocals, maracas e “bolador”, Derrick ‘Johnny’ Henry na marumba box e backing vocals, Allan Swymmer na percussão, Egbert Watson no banjo e os novos integrantes Donald Waugh no banjo, Lenford ‘Brutus’ Richards na guitarra e Dale Virgo na percussão, sem falar na participação de Cedric Brooks na flauta e sax tenor e Daniel Neely também no banjo.




Nesse disco, a banda gravou clássicos contemporâneos como ‘Do it again’ do ‘Steely Dan’, ‘Rehab’ de Amy Winehouse, ‘Blue monday’ do ‘New Order’, ‘You can't always get what you want’ dos ‘Rolling Stones’, ‘Riders on the storm’ dos ‘Doors’, ‘The passenger’ de Iggy Pop e ‘I fought the law’, que ficou mais conhecida pelo ‘Clash’, mas que é originalmentes dos ‘Crickets’, entre outros.




2010 The Jolly Boys Featuring Albert Minott – Great Expectation

1. The passenger (from Iggy Pop)
2. Perfect day (from Lou Reed)
3. Rehab (from Amy Winehouse)
4. Nightclubbing (from Iggy Pop)
5. Hangin' on the telephone (from The Nerves)
6. Do it again (from Steely Dan)
7. Riders on the storm (from The Doors)
8. Golden brown (from The Stranglers)
9. I fought the law (from The Crickets)
10. Ring of fire (from Anita Carter)
11. Blue monday (from New Order)
12. You can't always get what you want (from The Rolling Stones)

domingo, 19 de dezembro de 2010

SE DER NA VENETA EU VOU E DEPOIS VOLTO PRA CURTIR

“Cuidado!!! Há um morcego na porta principal!!!”. Foi com esse grito que Jards Macalé assustou todo mundo no IV Festival Internacional da Canção em 1969, gerando antipatia com o público e jurados de direita, ou melhor, de direito, ou melhor, de direita, ou pior, de direito...

Nesse período, Macalé participou do famoso espetáculo ‘Opinião’, no qual Maria Bethânia substituiu Nara Leão. Também esteve presente no espetáculo baiano ‘Arena Canta Bahia’, com Bethânia, Caetano e Gal e Tom Zé e Gil. Dirigiu o espetáculo ‘Drama’ de Bethania, o disco ‘Le-Gal’ de Gal, com quem também gravou ‘Fa-tal’ ao vivo, e gravou ‘Transa’ com Caetano em Londres. Além de ter gravado seu primeiro compacto, ‘Só Morto (Burning Night)’.

Macalé provou ser bom compositor bem antes de ter gravado disco, porque suas canções já eram entoadas nas vozes de Bethânia, que cantou ‘Anjo exterminado’ e ‘Movimento dos barcos’, e Gal Costa, que teve muito sucesso com ‘Hotel das estrelas’, ‘Mal secreto’ e principalmente com a “honey-baby” de ‘Vapor barato’.

Foi só em 1972, que gravou o primeiro álbum, com Lanny Gordin e Tuty Moreno. No ano seguinte, organizou o show ‘Banquete de Mendigos’ para comemorar o 25º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em plena ditadura militar. Macalé conseguiu juntar artistas como Raul Seixas,Paulinho da Viola, Chico Buarque e muitos outros em favor dos Direitos Humanos.

Macalé também interpretou outros compositores, na maioria das vezes desconstruindo com maestria as versões originais, como quando gravou ‘Blue suede shoes’ de Carl Perkins, que virou samba-de-breque. Macalé gravou em 1987, o disco ‘4 Batutas & 1 Coringa’, no qual atuava como coringa fazendo homenagem a quatro batutas, Paulinho da Viola, Lupcínio Rodrigues, Geraldo Pereira e Nelson Cavaquinho.

Macalé também gravou disco em parceria com Naná Vasconcelos, ‘Let’s Play That’ em 1994, e Dalva Torres em 1988, que homenageava ‘Ismael Silva – Peçam Bis’. Também homenageou o grande Morengueira em ‘Canta Moreira da Silva’ em 2001 e Wally Salomão com ‘Real Grandeza’ de 2005.

Macalé é semiótico. È profundo. Tem um cantar genial e bastante peculiar – como se ele estivesse tentando espirrar sem sucesso e continuasse cantando sem parar... Esse cantar permite interpretações infalíveis de Jards Anet da Silva, que virou Macalé porque prendia a bola nas peladas de Ipanema – e Macalé era o nome de um jogador que fazia o mesmo no Botafogo daquela época.

Mesmo negando passes no jogo, Macalé canta um bolão, driblando a melodia com um elástico sincopado direto pra rede. Por isso, passa a bola Macalé!

‘Jards Macalé – Um Morcego na Porta Principal’ é um documentário-catástrofe sobre a construção, ou melhor, desconstrução do artista, que vale muito a pena conferir.




2008 Macao

1. Farinha do desprezo
2. Boneca semiótica
3. Engenho de dentro
4. Ne me quitte pas
5. Se você quiser
6. Um favor
7. The archaic lonely star blues
8. Corcovado
9. Ronda
10. Balada
11. Só assumo só

Abaixar

2005 Real Grandeza

1. Ôlho de lince
2. Rua real grandeza
3. Senhor dos sábados
4. Anjo exterminado
5. Dona do castelo
6. Vapor barato
7. Mal secreto
8. Negra melodia
9. Revendo amigos
10. Berceuse criolle
11. Pontos de luz

Abaixar

2003 Amor, Ordem e Progresso

1. Consolação
2. Samba da pergunta
3. Falam de mim
4. Canção singela
5. Meu amor me agarra & geme & treme & chora & mata
6. Amo tanto
7. Foi a noite
8. Roendo as unhas
9. Por causa dessa cabocla
10. Manhã de carnaval
11. Positivismo
12. Pano pra manga

Abaixar

2001 Canta Moreira da Silva

1. Acertei no milhar
2. Piston de gafieira
3. Amigo Urso/ A resposta do amigo Urso
4. Margarida
5. Na subida do morro
6. Olha o Padilha
7. O Rei do gatilho
8. Choro esdrúxulo
9. Samba aristocrático
10. O último dos Moicanos
11. Tira os óculos e recolhe o homem
12. Moreira na ópera

Abaixar

1998 O Q Eu faço é Música

1. Rei de janeiro
2. Favela
3. Destino
4. Terceira vez
5. Cidade Lagoa
6. Dente no dente
7. Movimento dos barcos
8. O mais-que-perfeito
9. Vapor barato
10. Blue suede shoes
11. Mais um abraço no nosso amigo Radamés
12. Unicórnio
13. Mais uma luz
14. Poema da Rosa
15. Um abraço no Oliveira
16. Coração do Brasil

Abaixar

1994 Let's Play That (& Naná Vasconcelos)

1. Let's play that
2. Pano pra manga
3. Mulheres no retrato
4. Luz
5. Lua luar
6. Língua de mosquito
7. Puntos cardinales
8. Estranha
9. Encontro
10. Let's play that (reprise)

Abaixar

1988 Ismael Silva – Peçam Bis (& Dalva Torres)

1. Me faz carinhos/ Amor de malandro/ Não vá atrás de ninguém
2. Com a vida que pediste a Deus/ Ironia/ Eu gosto, mas não é muito
3. Sofrer é da vida/ Adeus/ Liberdade
4. Novo amor/ Se você jurar
5. Contrastes
6. Coisa louca
7. Nome feio
8. Antonico
9. Peçam bis

Abaixar

1987 Rio Sem Tom (EP)

1. Rio sem tom
2. Blue suede shoes

Abaixar

1987 4 Batutas & 1 Coringa

1. Para ver as meninas (samba infinito)
2. Dona Divergência
3. Bolinha de papel
4. Luz negra
5. Exemplo
6. A flor e o espinho
7. Ministério da Economia
8. Torre de Babel
9. 14 anos
10. Palhaço
11. Vela no breu
12. Acertei no Milhar

Abaixar

1977 Contrastes

1. Contrastes
2. Sem essa
3. Poema da Rosa
4. Black and blue
5. Sim ou não
6. Conto do pintor
7. Negra melodia
8. Choro do archanjo
9. Cachorro babucho
10. Garoto
11. Passarinho do relógio (cuco maluco)
12. No meio do mato

Abaixar

1974 Aprender a Nadar

1. Jards Anet da vida/ Corações/ No meio do mato/ O faquir da dor
2. Rua Real Grandeza
3. Pam pam pam
4. Imagens
5. Anjo exterminado
6. Dona de castelo
7. Mambo da Cantareira
8. E daí?...
9. Orora analfabeta
10. Senhor dos sábados
11. Boneca semiótica

Abaixar

1973 O Banquete dos Mendigos (Vários Artistas)

1. Introdução - Art. 1
2. No pagode do Vavá - Paulinho da Viola
3. Roendo as unhas - Paulinho da Viola
4. Percussão - Pedro dos Santos
5. Art. 1 e 3 - Art. 5
6. Samba dos animais - Jorge Mautner
7. Art. 6 e 8
8. Pra dizer adeus - Edu Lobo
9. Art. 9
10. Viola fora de moda - Edu Lobo
11. Palavras - Gonzaguinha
12. Art. 11 e 12
13. Eu e a brisa - Johnny Alf
14. Art. 13 e 14
15. Ilusão à toa - Johnny Alf
16. Cachorro urubu - Raul Seixas
17. Art. 18
18. P.F.
19. Art. 19
20. Nanã das águas - Edson Machado/ Art. 20 e 21
21. Pesadelo/ Quando o carnaval chegar/ Bom conselho - Chico Buarque & MPB-4
22. Jorge Maravilha - Chico Buarque
23. Abundantemente morte - Luiz Melodia
24. Art. 23-A
25. Cais - Milton Nascimento
26. Art. 23-B
27. A felicidade - Milton Nascimento
28. Anjo exterminado - Jards Macalé
29. Rua Real Grandeza - Jards Macalé/ Art. 23-C
30. Asa branca - Dominguinhos
31. Lamento sertanejo - Dominguinhos
32. Art. 30
33. Oração da Mãe Menininha - Gal Costa

Abaixar

1972 Jards Macalé

1. Farinha do desprezo
2. Revendo amigos
3. Mal secreto
4. 78 rotações
5. Movimento dos barcos
6. Meu amor me agarra & geme & treme & chora & mata
7. Let's play that
8. Farrapo humano/ A morte
9. Hotel das estrelas

Abaixar

1970 Só Morto (Burning Night)

1. Soluços
2. O crime
3. Só morto (Burning night)
4. Sem essa

Abaixar

domingo, 12 de dezembro de 2010

ALL DAY MASHUP DO GIRL TALK

Girl Talk’ é Gregg Gillis. ‘All Day’ é o quinto álbum de sua carreira, usando o nome ‘Girl Talk’. Antes vieram os elogiados ‘Night Ripper’, em 2006, e ‘Feed the Animals’, em 2008.

Mas com ‘All Day’ o cara só pode ter pirado ao “mashupar” uma seleção de gêneros e artistas distintos entre si e misturando todo mundo numa colagem de hits. Ele mistura gente como ‘Black Sabbath’, ‘Simon & Garfunkel’, ‘U2’,, ‘INXS’,, Lady Gaga, ‘The Jackson 5’, ‘Ramones’, ‘Jane’s Adiction’, ‘Nine Inch Nails’, Beyoncé, ‘Portishead’, ‘Radiohead’, Iggy Pop, ‘Cream’, James Brown, ‘White Zombie’, ‘Nirvana’, Bruce Springsteen, ‘Supergrass’, Neil Diamond, John Lennon, entre tantos outros. Sem falar em todos rappers que aparecem nesse trabalho.

Porra! Rola até o famoso final melódico de ‘Layla’ de Eric Clapton (na verdade essa parte foi composta por Jim Gordon e incorporada como segunda parte da canção – por isso Clapton e Gordon dividem os créditos da faixa).

Você pode conferir a profusão de artistas e samples, aqui (no site do disco), e baixar gratuitamente, escolhendo o formato (mp3 ou flac – em faixas separadas ou arquivo único) que quiser. Esse disco teve produção adicional de Frank Musarra, masterização de Jonathan Schenke e arte de Andrew Strasser.

2010 All Day

1. Oh no
2. Let it out
3. That's right
4. Jump on stage
5. This is the remix
6. On and on
7. Get it get it
8. Down for the count
9. Make me wanna
10. Steady shock
11. Triple double
12. Every Day

Abaixar pelo site

domingo, 5 de dezembro de 2010

BUENA VISTA AFRICAN CLUB

A idéia original do disco ‘Buena Vista Social Club’, produzido por Ry Cooder e filmado por Win Wenders no famoso documentário, foi juntar músicos da ilha de Cuba, com outros africanos de Mali. O projeto aconteceu apenas com os cubanos... Anos depois os dois países se uniram neste disco maravilhoso, AfroCubism.

Entre os músicos que participaram desse novo projeto estão Elíades Ochoa (violão e voz), José Angel Martinez (contrabaixo acústico), Jorge Maturell (congas, bongos e cowbell), Onsel Odit (violão acustico e vocal), Eglis Ochoa (maracas, guiro e vocal), Bassekou Kouyaté (n’goni, banjo africano), Lassana Diabaté (balafon, uma espécie de xilofone), Djelimady Toukara (guitarra), Baba Sissoko (talking drum), Kasse Madi Diabaté (voz) e Toumani Diabaté (kora, versão africana da harpa).




O disco é recheado de ritmos distintos entre si, mas que se fundem e se completam. Afinal de contas é inegável que a música cubana tem raízes na África – assim como os ritmos malienses, sofreram influência da música caribenha.

Este álbum é planejado desde 1996. Somente agora que o produtor Nick Gold e Eliades Ochoa conseguiram promover esse tão esperado encontro entre Cuba e Mali.

2010 AfroCubism

1. Mali Cuba
2. Al vaivén de mi carreta
3. Karamo
4. Djelimady rumba
5. La culebra
6. Jarabi
7. Eliades tumbao 27
8. Dakan
9. Nima Diyala
10. A la luna yo me voy
11. Mariama
12. Para los pinares se va montoro
13. Benséma
14. Guantanamera

Abaixar

domingo, 28 de novembro de 2010

MELODIA, HOLLY MELODIA

Luiz Carlos dos Santos é mais conhecido como Luiz Melodia, nome artístico que herdou do pai, o sambista Oswaldo Melodia do morro do São Carlos no bairro do ‘Estácio, holly Estácio’.

Compositor criado no morro carioca, com influências sambistas, mas também da Jovem Guarda de Roberto e Erasmo. Por isso, suas composições são recheadas de poesia urbana, que refletem os sambas do morro que tanto influenciaram Melodia.

Em 1964, formou seu primeiro conjunto, ‘Os Instantâneos’. Em 1972, Gal Costa gravou ‘Pérola negra’ no disco ‘Gal a Todo Vapor’, e este foi o impulso que faltava para que ele gravasse o primeiro álbum, de mesmo nome – um clássico da música brasileira.

Os discos mais recentes de sua trajetória, refletem diretamente a influência do morro. Melodia gravou diversos sambas clássicos de grandes sambistas, entre eles o próprio pai, Geraldo Pereira, Ismael Silva, Jamelão, Wilson Batista e Cartola, entre outros.

Atualmente, Luiz Melodia apresenta o show ‘Românticos do Rio’, onde toca clássicos de Roberto e Erasmo, bem como seus próprios sucessos, acompanhado de Renato Piau, Charles Peixoto e Alessandro Cardozo. Um novo disco vem por ai. Em breve...

1973 Pérola Negra

1. Estácio, eu e você
2. Vale quanto pesa
3. Estácio, holly Estácio
4. Prá aquietar
5. Abundantemente morte
6. Pérola negra
7. Magrelinha
8. Farrapo humano
9. Objeto H
10. Forró de janeiro

Abaixar

1976 Maravilhas Contemporâneas

1. Congênito
2. Maravilhas contemporâneas
3. Veleiro azul
4. Juventude transviada
5. Amor
6. Baby Rose
7. Questão de posse
8. Memórias modestas
9. Mary
10. Paquistão

Abaixar

1978 Mico de Circo

1. A voz do morro
2. Onde o sol bate e se firma
3. Presente cotidiano
4. Giros de sonho
5. O morro não engana
6. Mulato latino
7. Bata com a cabeça
8. Falando de pobreza
9. Solando no tempo
10. Fadas

Abaixar

1980 Nós

1. Ilha de Cuba
2. Segredo
3. Surra de chicote
4. Hoje e amanhã não saio de casa
5. Negro gato
6. Passarinho viu
7. Mistério da raça
8. Dias de esperança
9. Feras que virão

Abaixar

1983 Felino

1. O sangue não nega
2. Divina criatura
3. Um toque
4. Neja
5. Pássaro sem ninho
6. Só
7. Sorri pra Bahia
8. Destino coração
9. Felino

Abaixar

1987 Decisão

1. O que é que é isso?
2. Saco cheio
3. Revivendo
4. Decisão
5. Que loucura
6. Verão tropical
7. Malandrando
8. Seja amar
9. O menino
10. Broto no jacaré

Abaixar

1988 Claro

1. Decisão
2. Saco cheio
3. Seja amar
4. O menino
5. Verão tropical
6. O que é que é isso?
7. Malandrando
8. Que loucura
9. Broto no jacaré
10. Revivendo

Abaixar

1991 Pintando o Sete

1. Bola de cristal
2. Maria particularmente
3. Maura
4. Sigo e vou
5. Mistério do planeta
6. Codinome Beija-Flor
7. Gerações
8. Traição
9. Cara-cara (& Cidade Negra)
10. Garanto
11. Poeta do morro (& João Donato)

Abaixar

1995 Relíquias

1. Com muito amor e carinho
2. Magrelinha
3. Vale quanto pesa
4. Dores de amores
5. Paixão
6. Juventude transviada
7. Saco cheio
8. Só assumo só
9. Pérola Negra/ A coitadinha fracassou
10. Farrapo humano
11. Memórias modestas
12. Salve linda (canção sem esperança)
13. Estácio, holly Estácio
14. Jeito danado

Abaixar

1997 14 Quilates

1. Ébano
2. Sem trapaça
3. Começar pelo recomeço
4. Sub-anormal
5. Morena brasileira
6. Morena da novela
7. Quase fui lhe procurar
8. Pra que
9. Cruel
10. Dançou, dancei
11. Frágil força
12. Ser boêmio
13. Bate verão
14. Morar no Rio

Abaixar

1999 Acústico ao Vivo

1. Fadas
2. Diz que fui por aí
3. Amor
4. Maura
5. Dores de amores
6. Cruel
7. Memórias modestas
8. Surra de chicote
9. Só
10. Quase fui lhe procurar
11. Pérola negra
12. Cara-cara
13. Cuidando de você
14. Magrelinha
15. Codinome Beija-Flor
16. Estácio, holly Estácio
17. Questão de posse

Abaixar

2001 Retrato do Artista Quando Coisa

1. Feeling da música
2. Otimismo
3. Gotas de saudade
4. Lorena
5. Levanta a cabeça
6. Brinde
7. Sempre comigo
8. Esse filme eu já vi
9. Perdido
10. Poderoso gangster
11. Boa atmosfera
12. Quizomba
13. Retrato de um artista quando coisa

Abaixar

2003 Luiz Melodia Convida (Ao Vivo)

1. O sangue não nega
2. Ébano
3. Poeta do morro (& Zeca Pagodinho)
4. Palhaço
5. Estácio, eu e você (& Zezé Motta)
6. Farrapo humano
7. Objeto H
8. Lorena (& Mahal)
9. Congênito
10. Fadas (& Elza Soares)
11. Cruel (& Coro da Escola de Música da Rocinha)
12. Negro gato
13. Quizumba (& Luciana Mello)
14. O caderninho
15. Hoje e amanhã não saio de casa
16. Presente cotidiano (& Gal Costa)

Abaixar

2007 Estação Melodia

1. Tive sim
2. Não me quebro à toa
3. Dama ideal
4. Papelão
5. O rei do samba
6. Chegou a bonitona
7. Cabritada mal sucedida
8. Recado que Maria mandou
9. Nós dois
10. Choro de passarinho
11. Contrastes
12. Eu agora sou feliz
13. O neguinho e a senhorita
14. Linda Tereza

Abaixar

2008 Especial MTV – Estação Melodia ao Vivo

1. Contrastes
2. O rei do samba
3. Tive sim
4. Diz que fui por aí
5. Dama ideal
6. Fadas
7. Estácio, eu e você
8. Gente humilde
9. Amor de malandro
10. Estácio, holly Estácio
11. Choro de passarinho
12. Maxixe da família
13. Sem hora pra voltar
14. Não me quebro à toa
15. Chegou a bonitona
16. Recado que Maria mandou
17. Cabritada mal sucedida
18. Eu agora sou feliz

Abaixar

domingo, 21 de novembro de 2010

ESTAMOS TODOS TÃO LIGADOS - UM TRIBUTO A DAVID BOWIE

Este álbum foi gravado pela Manimal Vinyl com aval do próprio artista e no intuito de arrecadar fundos para a organização de caridade War Child UK, que ajuda crianças que sofreram nas guerras.

Participaram do álbum artistas como Carla Bruni, John Frusciante, Duran Duran, Devendra Banhart, Warpaint, Edward Sharpe & the Magnetic Zeros, entre tantos outros que gravaram uma excelente amostra da carreira de Bowie.

O grande destaque vai para as maravilhosas desconstruções de algumas músicas de Bowie, como ‘China girl’, que ganhou uma versão meio dub meio psicodélica da banda Xu Xu Fang’ Já em ‘Letter to Hermione’, Viv Albertine transforma a bela melodia da canção em sussurros viajandões com contrapontos lúdicos, como se fosse uma bela orquestra de sinos. 'The Bewlay brothers' cantada por Sister Crayon ganhou um belo arranjo de cordas - foi dessa canção que surgiu o título do álbum.

Com belos arranjos e competentes gravações, o disco é um deleite aos ouvidos dos fãs da obra camaleônica de Bowie.

2010 We Were so Turned On (A Tribute to David Bowie)

Disc 1
1. Space Oddity - Exitmusic
2. Boys keep swinging - Duran Duran
3. Sound and vision - Megapuss + Devendra Banhart
4. Ashes to ashes - Warpaint
5. Be my wife - Corridor
6. Always crashing in the same car - Chairlift
7. John, I'm only dancing - Vivian Girls
8. Fame - All Leather
9. I'm afraid of americans - We are the World
10. Suffragette city - A Place to Bury Strangers
11. Repetition - Tearist
12. Look back in anger - Halloween Swim Team
13. Fashion - Afghan Raiders
14. Theme from Cat People - Polyamorous Affair
15. Red money - Swahili Blonde + John Frusciante
16. I'm deranged - Jessica 6 + ex-Hercules + Love Affair
17. African night flight - Aska + Bobby Evans + Moon & Moon
18. China girl - Xu Xu Fang

Disc 2
1. "Heroes" - VOICEsVOICEs
2. Absolute beginners - Carla Bruni
3. Blue jean - Papercranes
4. Life on mars? - Keren Ann
5. Changes - Lewis & Clarke
6. It ain't easy - Zaza
7. Soul love - Genuflex
8. The Bewlay brothers - Sister Crayon
9. Art decade - Marco Benevento
10. Ashes to ashes - Mick Karn
11. As the world falls down - Lights (NYC)
12. The Supermen - Aquaserge
13. Starman - Caroline Weeks
14. Quicksand - Rainbow Arabia
15. Sound and vision - Mechanical Bride
16. Memory of a Free Festival - Edward Sharpe & the Magnetic Zeros

Disc 3 - iTunes Bonus
1. Letter to Hermione - Viv Albertine
2. Ziggy Stardust - Ariana Delawari
3. Oh, you pretty things - Gangi
4. The man who sold the world - Amanda Jo Williams
5. Within you - Laco$te
6. Heathen - Universe
7. The secret life of Arabia - St. Clair Board
8. Modern love - Pizza!

Abaixar

domingo, 14 de novembro de 2010

DJ TUDO E SUA GENTE DE TODO LUGAR

O DJ Tudo lançou no começo do ano, oo álbum ‘Nos Quintais do Mundo – My Community is Humanity’, que foi gravado entre Brasil, Europa e África.

Alfredo Bello incorpa a persona do DJ Tudo e assumiu de vez o manto agregador de sons, que une o dub, com maracatu, com afrobeat, com embolada, abaianado, maxixe e funk, num caldeirão de sons e ritmos e melodias e batuques e levadas e cantos.

Nas apresentações, o DJ Tudo está sempre acompanhado por ‘Sua Gente de Todo Lugar’ e faz questão de reproduzir com exatidão o som do CD, mesmo que precise apelar para a tecnologia e seus samplers maravilhosos.

Com esse disco, o DJ Tudo apresentou um rico panorama da música brasileira e estabeleceu uma ponte entre vários ritmos estrangeiros. Participaram do disco gente como Mad Professor, Adrian Sherwood, Marque Gilmore, Ameth Male, Duggy-Tee, Tulipa Ruiz, Siba Veloso e Ligiana, entre os mais conhecidos.

Porém, as participações mais importantes do disco foram aquelas das manifestações populares brasileiras, com os ilustres artistas anônimos da cultura popular. As gravações desse disco aconteceram entre 2008 e 2009.

Alfredo Bello, o DJ Tudo, mantém o Selo Mundo Melhor, que se dedica a preservar o patrimônio cultural brasileiro. Os downloads das faixas do disco são feitos pelo site, na página de cada faixa (no finalzinho de cada página).

NOS QUINTAIS DO MUNDO – MY COMMUNITY IS HUMANITY

I. Baque forte
Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

Essa faixa tem a participação do Maracatu Nação Encanto da Alegria fazendo Alvorada, com Dona Ivanize e Seu Toinho, o mais importante mestre do Maracatu Nação Pernambucano. Também conta com a presença de Ameth Male, que gravou o canto em sua casa em Dacar (Senegal).






II. Gaita mestra (cock soup mix)

Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

Participam dessa faixa, a Tribo de Índio Tupi Guarany de Olinda (PE) e o Centro Espírita São João Batista em Recife (PE). Esta é a versão de Adrian Sherwood e DJ Tudo para a mesma música, que depois é apresentada no original na última faixa do disco.






III. Sou massapé (my community is humanity)

Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

O Maracatu do Patrocínio do Brejão dos Negros foi gravado na cidade de Brejo Grande (SE), a guitarra de Steph Goldman em Paris (França) e Duggy-Tee em Dacar (Senegal), cantando em inglês e em Poular, língua da região de Fouta.








IV. Afro jam
Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

DJ Tudo e Marque Gilmore gravando baixo e bateria em Estocolmo, Suécia.




V. Baião antigo (o canto da sereia)
Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

Nessa faixa, DJ Tudo utilizou samplers das Baianas de Marechal Deodoro (AL), que fazem a parte rítmica da música, junto com Siba Veloso, que gravou guitarras de "repente".






VI. Quero bater no pandeiro
Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

Participações de Marque Gilmore, que tocou ao mesmo tempo bateria e pad eletrônico, e mixagem do Mad Professor, nos estúdios Ariwa em Londres (Inglaterra).





VII. A barquinha de Noé
Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

DJ Tudo e Marque Gilmore gravando baixo e bateria, enquanto Mad Professor mixa e aduba a faixa.






VIII. Malandrinho, o maxixe
Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

Ligiana gravou as vozes para o ‘Malandrinho’, que na mixagem ficaram todas somadas. Aqui ela canta uma voz mais grave.




IX. Vamos ver Santa Efigênia
Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

Foi a partir dessa gravação com a Irmandade de Santa Efigênia de Niquelãndia (GO), que essa música surgiu. DJ Tudo tocando com Marque Gilmore, baixo e bateria, nenhum dos dois aparece no vídeo.






X. Viagem á tribo
Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

A partir do ensaio preparatório da Tribo dos índios Tupinambás de João Pessoa (PB), foi criado esse tema, com DJ Tudo e Marque Gilmore gravando baixo e bateria por cima, e depois Mad Professor mixando e adubiando.








XI. Gaita mestra (remix brasileiro)
Abaixar a faixa – pelo site Selo Mundo Melhor – e ver todos os vídeos

2010 Nos Quintais do Mundo (My Community is Humanity)

I. Baque forte
II. Gaita mestra (cock soup mix)
III. Sou massapé (my community is humanity)
IV. Afro jam
V. Baião antigo (o canto da sereia)
VI. Quero bater no pandeiro
VII. A barquinha de Noé
VIII. Malandrinho, o maxixe
IX. Vamos ver Santa Efigênia
X. Viagem á tribo
XI. Gaita mestra (remix brasileiro)

Abaixar pelo site - clique em cada faixa e assista os vídeos e leia o texto (até o final)
Abaixar encarte

domingo, 7 de novembro de 2010

WILL HOLLAND Y SU SONIDO QUANTICO HECHO POR BARBAROS

Will Holland tem dificuldade em classificar o som que faz. Porque no meio de tantos projetos, ele consegue misturar suas influências, que vão desde o hip-hop, salsa, reggae, dub, cumbia, afrobeat, bossa nova e house-tempo, entre outros ritmos. Will usa o codinome Quantic, e já gravou discos sob a alcunha de ‘The Quantic Soul Orchestra’, Quantic and His Combo Bárbaro’, ‘The Limp Twins’ e ‘Quantic Presenta: Flowering Inferno’.

Com ‘The Limp Twins’, Holland se une ao DJ Russ Porter, para juntos criarem um som popular com pitadas de soul music. Já em ‘The Quantic Soul Orchestra’, ele utiliza a soul music com diversas misturas, entre elas o afrobeat e a música dos Bálcãs. ‘Quantic and His Combo Bárbaro’ se vale da cumbia, da salsa, entre outros ritmos latinos, para criar uma atmosfera de festa. ‘Quantic Presenta: Flowering Inferno’ mistura cumbia com reggae e com dub, de uma forma tão natural que fica difícil imaginar como ninguém pensou nisso antes.

Mas o Holland não pára... Quando ele não está gravando ou tocando com algum desses projetos, ele grava sozinho simplesmente como Quantic ou produz discos e faixas para outros artistas, como Alice Rusell, Nickodemus e Spanky Wilson, entre outros artistas que também fazem parteda gravadora Thru Thoughts.

2001 The 5th Exotic

1. Introduction
2. The 5th exotic
3. Snakes in the grass
4. Infinite regression
5. Life in the rain
6. Long road ahead
7. Common knowledge
8. The picture inside
9. Through these eyes
10. Time is the enemy
11. In the key of blue
12. Meaning

Abaixar

2002 Apricot Morning

1. Apricot morning
2. Transatlantic
3. Brand new watusi (& EQ)
4. Search the heavens
5. Wider than the sky
6. Primate boogaloo (& Aspects)
7. Blackstone rock
8. Sweet calling (& Alice Russell)
9. Trouble from the river
10. Not so blue
11. Off the beaten track

Abaixar

2002 Tales from Beyond the Groove (The Limp Twins)

1. Tales from beyond the groove
2. Elemenatl
3. The limping song
4. The dub that sank my sub
5. Living well
6. Moving closer to the sofa
7. Another day in the life of mr. Jones
8. If it ain’t broke….break it!
9. Get it back
10. Sunday driver
11. Bitter & twistered

Abaixar

2003 Stampede (The Quantic Soul Orchestra)

1. Stampede
2. Raw ingredients
3. Walking through tomorrow (super 8 part 3)
4. South coastin’
5. Something that’s real
6. Hold it down
7. Assassin
8. Terrapin
9. Babarabatiri
10. Take your time, change your mind

Abaixar

2004 Mishaps Happening

1. Mishaps happening
2. Use what you got
3. Sound of everything
4. En focus
5. Trees and seas
6. Angels and albatrosses
7. Furthest moment
8. Don't joke with a hungry man
9. Prelude to happening
10. When you're through
11. Perception
12. So long (& Alice Russell)

Abaixar

2005 Pushing On (The Quantic Soul Soul Orchestra)

1. Introducing...The Quantic Soul Orchestra
2. West pier getdown
3. Pushin' on (& Alice Russell)
4. That goose on my grave
5. Feeling good (& Alice Russell)
6. Conspirator (main theme)
7. Hands of my love (& Alice Russell)
8. Hold on tight (& Alice Russell)
9. Get a move on
10. Paintings and journeys
11. End of the road (& Alice Russell)

Abaixar

2006 An Announcement to Answer

1. Absence heard, presence felt
2. An announcement to answer
3. Blow your horn (& Ohmega Watts)
4. Bomb in a trumpet factory
5. Politick society (& Noelle Scraggs)
6. Meet me at the pomegranate tree
7. Sabor (& Tempo)
8. Ticket to know where (& Ohmega Watts)
9. Tell it like you mean it

Abaixar

2006 I'm Thankful (The Quantic Soul Orchestra + Spanky Wilson)

1. I'm thankful (part 1)
2. A woman like me
3. Blood from a stone
4. Don't joke with a hungry man (part 2)
5. Don't joke with a hungry man (part 3)
6. That's how it was
7. Message to tomorrow
8. Waiting for your touch
9. You can't judge a book by its cover
10. I'm thankful (part 2)

Abaixar

2006 One-Offs Remixes & B-Sides
Disc 1


1. Quantic - Archipelago
2. Bathysphere - Where's Vicky? (Quantic mix)
3. Victor Malloy - The girl who wasn't there (Quantic mix)
4. Quantic - En focus (& Trinidad) [Pilooski mix]
5. Future Loop Foundation - What's your name (Quantic mix)
6. Gecko Turner - Limon en la cabeza (Quantic dub mix)
7. Paine - Bene (Quantic mix)
8. Dynamoe - In your own time (Quantic mix)
9. Three Minutes with Mark Murphy - Secrets (Quantic mix)
10. Quantic - Quicksand
11. Quantic - Life in the rain (Dave da Gatos ferile touch)
12. Skalpel - 1958 (Quantic mix)
13. Handpolished - So sudden (Quantic mix)
14. Quantic & Mr. Scruff - Giraffe walk
15. Quantic - Departure

Disc 2
1. Quantic - Mishaps happening (Quantic beat mix)
2. The Ogyatanaa Show Band - Disco Africa (Quantic mix)
3. DJ Angola - Bailalo (Quantic mix)
4. Quantic - Don't joke with a hungry man (Seiji mix)
5. Quantic - Off the beaten track (Carmel mix)
6. Oscar Sulley & The Uhuru Dance Band - Bukom mashie (Quantic mix)
7. Rosie Brown - Bliss (Quantic mix)
8. Awa Band & Tony Allen - Bababatteur (Quantic mix)
9. Dublex Inc - Tango forte (Quantic mix)
10. Ufo - Transworld (Quantic mix) 05:41
11. Maga Bo - Tanto faz (Quantic mix)
12. Quantic - Perception (Nu:Tone mix)

Abaixar

2007 Tropidelico (The Quantic Soul Orchestra)

1. Tropidélico
2. Panamá city
3. She said what? (& J-Live)
4. Melodious wayfarer
5. Regi Bugalu
6. Interlude
7. Lead us to the end (& Noelle Scaggs)
8. San Sebastian strut
9. Marrakech
10. Who knows (& Kabir)
11. Father
12. Los olvidados

Abaixar

2008 Death of the Revolution (Quantic Presenta: Flowering Inferno)

1. Death of the revolution
2. Mi chocolatina
3. Make dub not war
4. Cuidad del swing
5. Westbound train
6. Alegria en Bella Vista
7. Dub del Pacifico
8. Cuidad del swing (version)
9. Alegria en Bella Vista (version)
10. Juanita bonita

Abaixar

2008 Wandering Star (Quantic and His Combo Barbaro) [EP]

1. Wandering star

Abaixar

2009 Tradition in Transition (Quantic and His Combo Barbaro)

1. The dreaming mind (part 1)
2. Mas pan
3. Linda morena
4. Undelivered letter
5. Un canto a mi tierra
6. Mambo los Quantic
7. Albela
8. New morning
9. I just fell in love again
10. Canção do deserto
11. Arianita
12. The dreaming mind (part 2)

Abaixar

2010 Dog with Rope (Quantic Presenta: Flowering Inferno)

1. Dog with a rope
2. Dub Y guaguancó
3. Swing easy
4. Echate pa'lla (version)
5. Portada del mar
6. Cumbia sobre el mar
7. Te picó el yaibí (version)
8. No soy del valle
9. Echate pa'lla
10. Te picó el yaibí

Abaixar